2

RFID no varejo: Como essa tecnologia está transformando o setor

A Transformação Digital está em constante ampliação e promove mudanças significativa no mundo dos negócios. Um exemplo disso é o RFID no varejo. Essa tecnologia vem simplificando processos, reduzindo custos e potencializando resultados nesse que é um dos segmentos de mercado que mais investem em inovação.

Sobre isso vamos refletir neste artigo.

Continue lendo para ver exemplos de grandes varejistas globais que estão utilizando o RFID para ampliar suas vantagens competitivas!

O que é RFID?

Radio Frequency Identification — identificação por radiofrequência, em tradução livre — é, basicamente, uma tecnologia que permite que praticamente qualquer objeto seja identificado sem fios usando os dados transmitidos através de ondas de rádio.

Devido à sua relação custo-benefício, velocidade de operação e facilidade de uso, essa tecnologia vem substituindo várias várias outras, como códigos de barras e cartões magnéticos.

Consequentemente, vem sendo usada no gerenciamento da cadeia de suprimentos, no varejo, nos sistemas automatizados de pagamento, no gerenciamento de bagagens aéreas, nos sistemas de pedágios e estacionamentos e nos sistemas de gerenciamento de prescrição em saúde.

Aqui estão algumas características que diferenciam a tecnologia RFID de outras similares, como os códigos de barras, por exemplo:

  • RFID não precisa de linha de visão;

  • tags RFID podem ser reescritas e reutilizadas;

  • tags RFID podem ser extremamente duráveis ​​contra impactos e fatores ambientais (na comparação, códigos de barras podem ser apagados e perdem sua função);

  • os dados das tags RFID são criptografados e também podem ser bloqueados para segurança extra;

  • tags RFID podem conter mais dados do que outros tipos;

  • leitores RFID podem ler centenas de tags em segundos;

  • tags RFID podem conter informações impressas como instruções, códigos de barras ou nomes de empresas;

  • Os sistemas RFID podem ser integrados a outros sistemas ou processos internos.

Normalmente, os sistemas RFID consistem nos seguintes componentes: um leitor, que está conectado a (ou integrado com) uma antena, que envia um sinal de rádio, e uma tag (ou transponder) que retorna o sinal com informações adicionais.

Às vezes, a comunicação é unidirecional — apenas a tag que envia informações ao leitor —, às vezes é bidirecional. Mas o princípio básico é sempre usado para identificar uma tag (ou transponder), que é carregada por um objeto ou um animal e até uma pessoa. Essa tag contém um número ou uma sequência lógica de números (em um determinado formato).

Como se dá a aplicação de RFID no Varejo?

Imagine ir ao supermercado, encher o carrinho e sair sem passar pelo caixa. Você não precisará mais esperar que alguém toque cada item em seu carrinho, um de cada vez. Em vez disso, essas tags RFID se comunicarão com um leitor eletrônico que detectará todos os itens e os decifrará quase instantaneamente. O leitor será conectado a uma grande rede que enviará informações sobre seus produtos ao varejista e, se for o caso, também aos fabricantes. Seu banco será notificado e o valor da fatura será deduzido da sua conta. Sem filas, sem espera.

Há mais exemplos de RFID no varejo, como você verá a seguir:

Inditex busca reduzir erros e melhorar atendimento com RFID

A Inditex, varejista espanhola do ramo têxtil que é detentora das marcas Zara, Pull & Bear e Massimo Dutti, está usando RFID para o gerenciamento da cadeia de suprimentos de suas lojas desde 2014.

Como milhões de itens são movimentados entre lojas e armazéns, a empresa está usando essa tecnologia para fornecer visibilidade no processo de envio e reduzir erros em transporte, embalagem e atendimento ao cliente.

Amazon firma pesquisa uso de RFID para melhorar entregas e simplificar processos

Em 2015, a Amazon, gigante americana do mercado de livros e eletrônicos, anunciou parceria com a Auburn University. A ideia é que os alunos do laboratório universitário ajudem a companhia a projetar, integrar e implantar a tecnologia RFID em suas instalações.

Na prática, o projeto visa conseguir que os clientes da Amazon tenham uma entrega mais rápida e com menor custo; facilitar o rastreamento de itens recebidos e enviados, para tornar os processos ainda mais simples e eficientes.

Você está preparado para usar a tecnologia RFID no varejo?

Olhando os cases citados acima, dá a impressão de que RFID no varejo é coisa de grandes players mundiais, certo? Sim, mas não significa que você, no seu empreendimento já não possa aproveitar as vantagens dessa tecnologia.

Ao adotar tags e coletores de dados que possuem essa tecnologia, você pode agilizar os processos de inventário e gestão de estoques e muito mais. Com o Android AUTOID9U RFID, por exemplo, seus colaboradores conseguem capturar e transmitir informações em tempo real para o sistema de gestão.

O que você está achando da transformação promovida pela tecnologia RFID no varejo? Deixe seu comentário!

Compex Tecnologia

Compex Tecnologia

São mais de 17 anos de mercado, levando tecnologia a todo Brasil.

2 Comments

  1. ola o RFID é uma realidade no cenario nacional, atuamos a 14 anos e ja desenhamos mais de 800 projetos!

    • Olá Guilherme!

      Sim é uma tecnologia que está cada vez mais ganhando espaço no Brasil, obrigado pelo contato!

      Abraços,

      Compex Tecnologia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *