0

Os 5 erros mais comuns na gestão de estoque em varejo (e como evitá-los)


A gestão de estoque é o processo pelo qual a empresa obtém e preserva um sortimento adequado de itens prontos para serem entregues ao consumidor ou utilizados para a composição de produtos e serviços. É também o esforço de controle de todas as ordens, transporte e manuseio de mercadorias e outros custos relacionados ao negócio.

No varejo, que possui um giro grande de mercadorias, a gestão de estoques é fundamental porque, a partir dela, é possível determinar o que é preciso vender com mais rapidez, repor, adquirir ou fabricar.

Mas, apesar de ser fundamental, ainda é comum encontrar empresas – inclusive de grande porte – cometendo alguns erros comuns na gestão de estoque.

Quais são e como evitá-los serão os assuntos tratados a partir de agora.

Erro 1: Comprar mais (ou menos) do que é necessário

O processo de compras é determinante no sucesso da gestão de estoque. Se os compradores compram mais do que o necessário, falta espaço para itens que têm uma saída maior. Se, pelo contrário, compram pouco, a empresa corre o risco de perder vendas por falta de itens a pronta entrega.

Para corrigir e evitar esse erro, é importante profissionalizar o processo de compras e integrá-lo ao restante da operação — os coletores de dados são ótimos para isso.

Erro 2: Não identificar os itens de forma correta

Apesar do gerenciamento de entradas e saídas ser o alvo das atenções quando se trata de gestão de estoque, outro erro bastante comum é não identificar corretamente cada item de forma adequada.

Por isso é fundamental controlar eletronicamente os produtos e criar padrões de categorização e identificação. Dentro disso, usa-se séries de números, códigos e descrições que sejam fáceis de serem localizados tanto pelos operadores de armazém quanto pelos vendedores no chão da loja.

Erro 3: Ignorar o tempo médio de estocagem

Dar muita ênfase aos cuidados com os valores é o que costuma propiciar que os varejistas ignorem o tempo médio em que cada item permanece no estoque.

Um produto com menor valor de compra pode ficar totalmente esquecido no armazém, justamente porque os vendedores dão mais ênfase na venda de maior valor agregado.

O problema é que, como dizem os mais antigos: mercadoria parada é dinheiro parado.

Para evitar que as mercadorias percam a validade ou tenham seu valor deteriorado por avarias, por exemplo, é interessante controlar o tempo de estocagem de cada produto, independente do seu valor de venda.

Erro 4: Não manter uma comunicação efetiva com o setor comercial

Apesar de todas as tecnologias disponíveis, a falta de integração entre vendas e armazém ainda é um erro que muitas empresas  insistem em cometer.

Isso faz com que o que é planejado pelo comercial não seja acompanhado por compras e estoque. Resultado: na hora de fazer a venda, não há mercadoria suficiente ou há muitos itens que estão fora do período de sazonalidade.

Essa integração deve ser tanto do ponto de vista de gestão (aproximação das lideranças das áreas e também dos profissionais das equipes), mas também sistêmica.

Ao fazer uma venda, automaticamente o estoque deve ser atualizado, gerando um fluxo inteligente de demanda e aquisição, entrada e saída.

Erro 5: Não usar um software para gestão de estoque

Fazer controle de estoque “na mão”, ou seja, no papel ou em planilhas de Excel também pode prejudicar o sucesso de uma empresa varejista.

O processo fica pouco inteligente, difícil de administrar e também não facilita na hora de tomar decisões estratégicas. E isso se reflete nas vendas, nas margens de lucros e, principalmente, no crescimento do negócio.

Afinal, quanto maior a quantidade de dados a ser gerenciada, maior a necessidade de novas tecnologias.

O melhor a se fazer é contatar o fornecedor dos coletores de dados, por exemplo, e pedir a ele sugestões de softwares integrados – ou seja, compatíveis com os equipamentos.

Assim, com uma solução que atenda às diversas atividades de controle de estoque, a inteligência competitiva do departamento e da empresa como um todo tende a melhorar e a gerar resultados mais satisfatórios.

Que tal, algum desses erros ainda é cometido na sua empresa? O que você achou das nossas dicas? Deixe seu comentário ou solicite uma consultoria técnica gratuita com a Compex Tecnologia.

Compex Tecnologia

Compex Tecnologia

São mais de 17 anos de mercado, levando tecnologia a todo Brasil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *