0

Boas práticas para gerenciar o recebimento de produtos na loja

Da burocracia das notas fiscais à conferência item a item, passando por coordenação de ordem de descarga, é preciso realizar uma série de atividades diariamente. O gerenciamento de recebimento de produtos exige uma série de atividades que, se não forem executadas com precisão, podem comprometer completamente a produtividade de um negócio varejista.

E, assim como os demais departamentos dos empreendimentos varejistas, a área de recebimento deve seguir algumas práticas para que tudo seja produtivo e livre de erros e retrabalhos.

5 Boas práticas de recebimento de produtos que toda loja deve utilizar

1. Agendamento de entregas

Para começar, é importante que as entregas sejam agendadas. Isso evita que vários fornecedores cheguem ao mesmo tempo e tenham de esperar muito tempo no pátio do recebimento.

É recomendado, por exemplo, que os profissionais responsáveis pelo recebimento de produtos tenham uma agenda eletrônica, preferencialmente dentro do sistema de gestão da empresa, onde possam distribuir as entregas em um cronograma que priorize os fornecedores por ordem de importância.

Mercadorias que têm um alto giro, por exemplo, devem ter prioridade. Grandes cargas merecem um tempo maior, pois exigirão uma conferência mais detalhada.

2. Política com fornecedores

Um outro ponto importante é a criação de uma política na qual os fornecedores conheçam todas as regras da loja no que tange às entregas. Essa política deve conter desde horários até resoluções da empresa frente aos eventuais atrasos.

Tanto o time interno da área de recebimento quanto os fornecedores precisam ter clareza das normas contidas na política. Também é ideal que o pessoal de compras tenha acesso à política, dessa forma, evita-se desencontro de informações e também facilita para não gerar expectativas que não possam ser cumpridas.

3. Treinamento de funcionários

O processo de recebimento de mercadorias também deve contar com funcionários bem treinados, tanto tecnicamente quanto em relação ao tratamento dado aos fornecedores. É importante delimitar o que se espera de cada profissional quanto à produtividade, prevenção de perdas e boas práticas de segurança.

O gestor da área de recebimento normalmente conhece o passo a passo a ser seguido, e é ele quem deve treinar seus colaboradores. Ou seja, é ele quem pode delimitar as atividades de modo que o processo seja produtivo, seguro e evite desperdícios (quebras e avarias, por exemplo).

4. Controle de qualidade

Controlar a qualidade dos produtos que a loja recebe também é fundamental. Isso significa que o que está sendo entregue pelos fornecedores precisa ser exatamente o que foi adquirido, nas perfeitas condições combinadas entre o comprador e a empresa fornecedora.

É interessante, por exemplo, que os profissionais que fazem a conferência das mercadorias tenham um checklist de tudo que devem observar nos produtos para atestar que a qualidade será sempre garantida.

Neste checklist, algumas variáveis são fundamentais: perfeito estado das embalagens, validade dentro do prazo, controle de lotes e quaisquer outras que sejam consideradas relevantes pela empresa varejista.

5. Uso da tecnologia

Por fim, mas não menos importante, uma excelente prática para gerenciar recebimento de produtos é dar aos profissionais ferramentas e equipamentos tecnológicos que facilitem o dia a dia operacional.

Um bom sistema de gestão de estoque e equipamentos como impressoras térmicas, leitores de código de barras e coletores de dados que diminuam o trabalho manual e acelerem o processo, por exemplo, podem garantir que não ocorram erros e que a produtividade esteja sempre em alta.

Como está o processo de recebimento de produtos em sua loja? Você gostou das práticas listadas neste artigo? Deixe seu comentário!

Compex Tecnologia

São mais de 17 anos de mercado, levando tecnologia a todo Brasil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *