0

4 tecnologias que ajudam na redução de perdas em estoques

 

A redução de perdas em estoques é um esforço constante. Sobretudo nos empreendimentos que entendem o quanto isso impacta em seus resultados operacionais, estratégicos e financeiros.

Sobre isso vamos refletir ao longo deste artigo. Você vai ver dicas de equipamentos, softwares e metodologias tecnológicas que podem ajudar a reduzir perdas e avarias de mercadorias em estoque. Acompanhe!

O desafio da redução de perdas em estoques

Um estudo da Associação Brasileira de Supermercados (Abras) demonstra o quanto as perdas no varejo são um problema grande no Brasil. Segundo a instituição, o segmento supermercadista somou prejuízo de R$ 6,4 bilhões ao longo de 2017. Esse índice, apesar de apontar uma queda de 0,28% em relação ao ano anterior, ainda é alto para o segmento.

A mesma realidade é apontada na pesquisa anual da Sociedade Brasileira de Varejo e Consumo (SBVC): a perda média do setor em 2017, segundo o estudo, foi de 1,32%.

“Todas essas perdas somadas, geram um impacto direto na lucratividade dos varejistas, diminuindo a competitividade. Com a redução das margens, as empresas são obrigadas a repassar no preço os prejuízos de perdas não controladas, o que pode gerar a “fuga” de clientes para a concorrência, gerando um risco para sustentabilidade do negócio”, aponta o relatório da SBVC.

Um destaque que as duas entidades fazem questão de destacar é a necessidade do varejo de trabalhar na redução de perdas em estoques. Isso tanto no que diz respeito às avarias dos produtos quanto nos problemas operacionais que fazem com que os itens fiquem na retaguarda das empresas e não são expostos para o consumidor.

4 tecnologias e métodos que ajudam na redução de perdas em estoques

Para lidar com esses e outros desafios, cada vez mais empresários varejistas têm apostado na tecnologia. Juntamente com outros setores do mercado, o varejo deve fazer com que o mercado de TI cresça 2,2% até o final de 2018, de acordo com a consultoria IDC.

Segundo o Deloitte Global Powers of Retailing 2018, a transformação digital tem o poder de mudar a realidade do segmento em pouco tempo. Para isso, é claro, é preciso romper com a maneira tradicional de gestão e inserir ferramentas e métodos inovadores na operação e nas estratégias de negócios.

Confira, a seguir, alguns equipamentos, softwares e métodos — apontados por essas e outras organizações de pesquisa — que ajudam o varejo na redução de perdas em estoques.

1. Sistemas integrados de gestão para tornar a operação mais orientada a dados

A grande maioria dos gargalos operacionais que elevam os índices de perdas em estoques acontece por falta de processos automatizados. Isso pode ser resolvido com a implementação de um sistema integrado de gestão.

Com esse tipo de sistema, as informações de todos os departamentos são criadas, processadas e administradas em um único ambiente. Dessa forma, além de facilitar a tomada de decisões estratégicas, é possível ter um acompanhamento mais rigoroso da movimentação de mercadorias.

Os empreendimentos varejistas que têm uma gestão mais orientada a dados conseguem, entre outras vantagens, a redução de perdas em estoques.  Isso porque todos os processos são criados, realizados e acompanhados com mais inteligência. Fica mais fácil, por exemplo, criar uma cultura de prevenção de incidentes e desperdícios.

2. Definição e acompanhamento de indicadores para agir preventivamente sobre perdas em estoques

Com equipamentos como os coletores de dados ligados a um bom sistema de gestão é possível tratar o desafio das perdas nos estoques de maneira proativa. Um dos métodos mais indicados é a criação de indicadores de desempenho.

Ao definir indicadores relacionados à prevenção de perdas em estoques, os gestores conseguem criar planos de ação, orientar as equipes operacionais e mensurar resultados. Conseguem acompanhar, por exemplo, em quais rotinas — ou por quais motivos — os produtos são avariados.

3. Estratégia de segurança patrimonial para evitar furtos e danos no estoque

Os furtos também são apontados entre as principais causas de dificuldades para a redução de perdas em estoques. Isso especialmente em armazéns onde há movimentação de terceiros (fornecedores, prestadores de serviços etc.).

Ao lado dos danos causados por colaboradores descuidados, os furtos de mercadorias podem trazer sérios prejuízos. Eles precisam ser evitados.
A melhor maneira de fazer isso é montar uma estratégia de segurança patrimonial baseada em tecnologia e políticas de controle de acesso. A inserção de sistemas de alarmes, circuito integrado de TV e monitoramento pode reduzir significativamente as ocorrências de roubos nos estoques.

4. Coletores de dados para melhorar o controle de entradas e saídas de mercadorias

Equipar os times de recebimento de mercadorias e separação de pedidos com coletores de dados faz com que as empresas consigam ter um controle mais seguro da movimentação de mercadorias no estoque.

Elas conseguem potencializar a produtividade dos profissionais, controlar de maneira mais efetiva as datas de validade, evitam avarias por má movimentação de paletes em momentos de grande movimento nas lojas, entre outras vantagens.

A boa notícia é que coletores de dados estão cada vez mais modernos. Por exemplo, agora temos diversas opções com sistema operacional Android e também com a tecnologia RFID, o que torna todo o processo mais ágil e eficiente. Em uma única captura é possível localizar um mesmo lote de produtos em questão de segundos.

→ Leia também: Como facilitar o controle de estoque com coletores de dados.

Como você viu, há tecnologias e metodologias de gestão que podem ser colocadas em prática rapidamente para reduzir danos e perdas em estoques. Além de melhorar a lucratividade e a sustentabilidade do negócio, o dinheiro que se recupera com essa atitude pode ser investido em melhorias para lidar com um mercado cada vez mais competitivo e sedento por inovação.

O que você tem feito para obter a redução de perdas em estoques na sua empresa? Gostou das nossas dicas? Deixe seu comentário!

Compex Tecnologia

Compex Tecnologia

São mais de 17 anos de mercado, levando tecnologia a todo Brasil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *